EPICHURUS

Natação e cia.

Day One

Day One Drops:

Devagarzinho, devagarzinho, alguns atletas vão colocando o pé nas finais de mundial, para de lá (tomara) não saírem nunca mais. É o caso do Scheffer (oitavo e RS nos 400L), Luiz Altamir (sexto nos 200B), Caio Pumputis (quinto nos 200M) e Leo Santos (sexto nos 200M). Todos foram muito bem, só o Altamir que sofreu um pouco com a passagem suicida da manhã…

Larissa e Manu: por muito pouco não entraram em final, uma pena, pois era a maior chance para as duas (acho).

Guido vou deixar para comentar amanhã.

Mas o grande destaque do dia vai para o reveza e para o Breno Correia. Este que de manhã meteu 45.32, e de tarde recebe o revezamento para fechar em quarto, pula 0.34s atrás de um italiano (Lazzeri), pega a marola do século, a água estava pior que o mar no Fuga das Ilhas anteontem, vai para cima e ainda mete 45.61 para buscar o bronze brasileiro.

O reveza serviu também como o absurdo recorde brasileiro de medalha de mundial (18) de todos os esportes para o Cesar Cielo (46.34) e para a redenção do Matheus Santana, que voltou ao olimpo em grande estilo, e ainda abriu para 46.83.

Como disse o Chierighini (46.37): o Brasil é a nova França, sempre no pódium!

Que esse 4×100 complete o ciclo na Coreia e no Japão.

cbda

Foto de Satiro Sodré

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico, ex diretor da CBDA e nadador peba.

4 comentários em “Day One

  1. JORGE LUIZ LEITE FERNANDES
    11 de dezembro de 2018

    sempre bom ver um revezamento ter resultados expressivos… não desmerecendo os resultados das provas individuais que foram excelentes, mas no Brasil conseguir juntar 4 (no mínimo) em mesma prova, é de acalentar esse coração cansado… kkkk
    muito bom mesmo… parabéns à todos da seleção…

    • JORGE LUIZ LEITE FERNANDES
      11 de dezembro de 2018

      gostaria de acrescentar que, site do UOL, a chamadinha da matéria cita como se o Breno Correia tivesse sido o único responsável pelo bronze…
      performance espetacular ? ….. sim
      projeta um futuro brilhante, por ser tão novo ? … sim

      masssss… independente de todos os atributos que podem (e acho que devem) ser dados ao Breno, foi uma conquista de equipe…

      ao meu ver, poderia ter dado enfase ao revezamento, e aí ressaltar a performance espetacular que ele teve, não só na final, como também na eliminatória…

      bom… como deve ter sido por falta de mais espaço… kkkk

      valeu Brasil…

    • rcordani
      11 de dezembro de 2018

      Realmente, a conquista é dos 4.

      Uma coisa que passou desapercebida foi o fato de que não convocamos o 4x100L. O Cielo e o Chierighini entraram pelos 100L, primeiro e segundo. O Matheus entrou pelo 50L e o Breno pelos 200L. Como o Matheus ficou em terceiro nos 100 e o Breno foi quinto nos 100 acabou formando um ótimo reveza. E o Breno, que foi quinto na seletiva com 47.21 acabou melhorando um caminhão, que foi necessário para o bronze.

      Por fim, é curioso perceber que todos os finalistas de hoje (menos o Scheffer que é do MTC), incluindo os 4 do revezamento são… do Pinheiros.

  2. Luiz Carvalho
    11 de dezembro de 2018

    Grande bronze!

Deixe uma resposta para rcordani Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11 de dezembro de 2018 por em Mundial de Curta Hangzhou, Natação.
Follow EPICHURUS on WordPress.com
dezembro 2018
S T Q Q S S D
« nov   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d blogueiros gostam disto: