Epichurus

Natação e cia…

Utilidade pública

categorias_antes_depois

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico e nadador master peba.

13 comentários em “Utilidade pública

  1. Helio Celidonio
    19 de fevereiro de 2016

    Renato,

    Depois confira, mas acho que, antes de 1983, as faixas etárias eram diferentes da divulgada:
    Mirim – 7 e 8 anos
    Petiz – 9 e 10
    Infantil – 11 e 12
    Juvenil – 13 e 14
    Aspirante – 15, 16 e 17
    Absoluto – 18+

    Curiosidades da época:
    1 – mudança de categoria na data do aniversário, o que era “cruel” para alguns que mudavam de categoria na véspera dos campeonatos. Exemplo: De juvenil para Aspirante mudei de categoria 2 dias antes da competição, não dá para esquecer. Se realizado na semana anterior seria campeão nacional com recordes, na data em que foi realizada alcancei um vice-campeonato com sabor todo especial.
    2 – apenas um campeonato nacional de categoria por ano. Acho que na mudança promovida em 1983 começaram os campeonatos nacionais de categoria de inverno.
    3 – tínhamos o Finkel como nosso campeonato Absoluto de inverno, mas nem todas as equipes participavam.
    4 – as competições nacionais eram realizadas nos meses de janeiro e fevereiro, ou seja, treinávamos, e muito, durante as férias escolares.
    5 – no Rio de Janeiro realizávamos muitos meetings com clubes de cidades próximas, como Campos e Juiz de Fora. Nos hospedávamos na casa de atletas do clube anfitrião. Era bom demais!

    Tenho certeza de que alguns colegas poderão resgatar algumas curiosidades da época.

    Abraço

    Helio

    • rcordani
      19 de fevereiro de 2016

      Corretas as idades que você colocou, Helio.

      Sim, as mudanças eram cruéis, com destaque para a virada do Petiz para o Infantil.

      Nas mudanças, eu me dei muito mal em 1988, que era para ser o meu último Julio de Lamare como Juvenil B, eles passaram a competição para janeiro de 1989 e eu fiquei com um delamare a menos…

  2. Claudio Martino
    19 de fevereiro de 2016

    Muito interessante, Renato!
    Essa é uma área aonde acredito que a regulamentação no Brasil é melhor do que aqui nos EUA.
    Aqui, as regras continuam como eram no Brasil até 1999, ou seja, não existem os sub-grupos dentro de cada faixa etária. Mais ainda, os nadadores mudam de grupos na data de seus aniversários, e não no final do ano.
    Acho que as regras do Brasil são mais estimulantes, em particular, para os nadadores dos grupos Juvenil e Junior.
    Cito como exemplo o caso de meu filho mais velho, Henrique. Ele completou 15 anos em Outubro de 2015 e, desde o dia de seu aniversário, mudou do grupo 13-14 para “15 and over”.
    Com isso, em um período de 24 horas ele passou de ser um nadador que sempre se qualificava para as finais A e B, para um dos mais lentos nadadores de até 18 anos. Tem sido muito frustrante para ele esses últimos 4 meses e nesse último fim de semana ele me pediu para não inscrevê-lo mais em competições até ele ser rápido de novo.
    Se estivesse no Brasil, ele teria mudado do grupo Juvenil 1 para Juvenil 2 e com seus tempos atuais já teria índice para se qualificar para o Campeonato Brasileiro Juvenil de 2016.
    Então parabéns Brasil, por desenvolver uma regulamentação que mantenha os nadadores sempre motivados dentro de seus respectivos grupos de idade!
    Abs,
    Claudio

    • rcordani
      19 de fevereiro de 2016

      Competir com gente muito melhor do que você é cruel, mas não tem NADA melhor para melhorar do que isso. Fala para o Henrique não parar de competir!

      Quanto ao nosso sistema de categorias, parece bom, mas em federações com pouca gente deve ser meio difícil organizar competições, né?

      E é um pouco difícil elogiar o sistema brasileiro em detrimento do americano, em vista dos resultados que ambos produzem, não é mesmo?

      • Claudio Martino
        19 de fevereiro de 2016

        É verdade, Renato, o sistema aqui funciona muito bem, e acho que uma das razões do successo é por causa dos resultados médios gerados pelas dezenas de milhares de nadadores ativos na USA Swim em todo o pais. Porém, quando os nadadores jovens chegam na fase dos 15 aos 18 anos, a maioria desiste, ou muda de esporte. A minoria que persiste (ainda na casa de milhares de nadadores) acaba gerando os super atletas que todos conhecemos.

        Apesar do sistema funcionar (se o critério é apenas verificar os resultados Olímpicos ou da FINA), sempre é possível melhorar. Na minha opinião, a primeira coisa que eu mudaria seria justamente na categoria Juvenil/Junior, criando as sub-categorias assim como no Brasil. Meu comentário não é influenciado pelo caso específico de meu filho de 15 anos, pois tenho outros 3 filhos mais jovens nadando competitivamente e não noto problemas similares nas categorias menores. Inclusive, essa questão da dificuldade de nadar competitivamente aqui nos EUA para um nadador de 15 a 16 anos é um assunto que vejo ser discutido assiduamente pelos pais nas arquibancadas durante competições e reconhecido pelos técnicos há vários anos.

        A categoria “15 & over” não apenas abrange a maior faixa etária aqui nos EUA (equivalente a 5 sub-categorias no Brasil + senior), como é a categoria mais frustrante em termos da relação horas na água x redução de tempo. Então, qualquer adicional incentivo para os nadadores continuarem no esporte deveria ser priorizado. Colocar um garoto de 15 anos disputando uma prova na raia ao lado de um nadador olímpico ou pré-olímpico de 18 anos pode ser frustrante para o nadador mais jovem….

        Um outro fato a considerar como justificativa do sucesso do Sistema Americano em detrimento da divisão etária na USA Swim, é que ao completarem 15 anos, normalmente os nadadores estão no primeiro colegial, ou seja, além de nadarem pela USA Swim, eles também começam a nadar pelo High School. Como comentei em um post do Epicurus há alguns anos atrás, o suporte ao atleta aqui nos EUA só começa realmente a partir do colegial. Até o colegial, são os pais que tem que arcar com todos os custos de treinamento, equipamento, viagens, alimentação, etc.

        Porém, quando os nadadores entram em um high school com um bom programa de natação, eles passam a ter um suporte incrivel (e de graça) com tudo que se refere ao treinamento e competições. Voltando ao caso do meu filho, por sorte, a escola (publica) aonde ele está cursando o primeiro colegial desde setembro passado tem um dos times mais fortes de natação do Texas (e provavelmente dos EUA). Ele foi aceito imediatamente pelo Junior Varsity team, é parte dos times de relay e tem disputado competições apenas contra alunos de primeiro e segundo colegial das outras escolas. A diferença é nítida entre a motivação e interesse que ele tem para competir pela high school versus a total falta de interesse de competir pela USA Swim.

        Abs,

  3. Luiz Carlos Pessoa Nery
    19 de fevereiro de 2016

    Muito interessante Renato, porém já ultrapassado. As categorias são limitadas por idade cronológica, aquela que a gente canta parabéns pra vc. Entretanto, uma grande falha é não se levar em consideração a idade maturacional. Em uma categoria de 12 e 13 anos por exemplo teríamos diversos níveis maturacionais, não nivelando os resultados por nível técnico, mas sim quem tem mais força. Diante disto, a grande maioria dos treinadores (que não sabem desta informação, pois a maioria dos cursos de Educação Fisica não possuem dentro do curso a disciplina Fisiologia do Exercício Pediátrico. Criança não é um pequeno adulto…) aumentam as cargas de treinamento (volume e intensidade) e as crianças Pré-Púberes não estão preparadas para responderem a demanda fisiológica solicitada.

    Infelizmente a estrutura para a realização de avaliações maturacionais é complexa e não temos no Brasil profissionais capacitados para a realização destas, comprometendo o futuro atleticista dos potenciais campeões. O que não faltam no Brasil são exemplos para maior entendimento deste tema.

    Grande abraço

    • rcordani
      20 de fevereiro de 2016

      Nery, o termo “utilidade pública” nesse post refere-se a uma parte dos nossos leitores que foram nadadores e tentam comparar os tempos que fizeram com os atuais, aí essa tabela é necessária. No seu caso, você pode tentar ver como o Cheiroso se sairia hoje em dia…

      Quanto à idade maturacional, concordo com o anônimo, o olho do (bom) técnico é fundamental.

  4. anonimo
    19 de fevereiro de 2016

    Claudio. Nao sei se é vantajoso ser o big fish do small pond. Nos US se o atleta é bom ele ganha bolsa de estudos já na high school. Tente usar of junior varsity como um trampolim rápido para o time principal. Senao não a carreira não vai dar em nada no college e voce vai ter que desembolsar 40 grands a year por 4 anos.

    Luis Carlos, como voce sujere a quantificacão da idade maturacional para que as categorias sejam sub-divididas? Testes, analise hormonal, etc? A intensidade cabe ao técnico que vai programar um treino individual. mas os caras nao querem ter trabalho de gerarem varios programas para a equipe.

    • Claudio Martino
      19 de fevereiro de 2016

      Não acho que exista bolsa de estudos para high school, ja que estava me referindo a escolas públicas e, até aonde eu sei, as high school privadas aqui nos EUA não tem programas de natação tão bons quanto os das melhores escolas publicas.

      Então, acho que você estava se referindo a ganhar uma bolsa de estudos para a faculdade, certo? Nesse caso, a referência que fiz ao meu filho nadar no Junior Varsity team não se trata de ter sido uma opção dele em ser um big fish no small pond. Na verdade essa é a única opção disponivel se um aluno do primeiro ano colegial quiser nadar competitivamente pela High School (primeiro colegial equivale ao 9th grade aqui nos EUA). E é preciso ser aceito pelo time (ter índice).

      Não existe Varsity para 9th grade aqui aonde moramos, apenas Junior Varsity. Entendo que em outras regiões, com escolas menores e times mais fracos já se pode nadar pelo Varsity team desde a 9th grade. Mas esse definitivamente não é o caso aqui em Woodlands, TX.

      O Varsity team começa no 10th Grade e as bolsas para faculadades só são de fato negociadas ao longo do 12th grade. Então, para um nadador de 15 anos no primeiro colegial, falar em scholarship para faculdade é quase tão remoto quanto falar em se qualificar para um pré-olímpico, Meu único ponto foi o de ressaltar que a motivação de nadar no Junior Varsity team tem se mostrado mais forte no caso de meu filho (e de dezenas de outros nadadores desta região), do que competir contra nadadores 3 anos mais velho e quase 4 segundos mais rápidos pela USA Swim.

      • rcordani
        20 de fevereiro de 2016

        Legal Claudio, keep up the good work, e se possível, de vez em quando convença o Henrique a enfrentar as feras do USA Swim, com o tempo a tendência é ele evoluir mais do que se ficar apenas na zona de conforto dele. Abraço

  5. anonimo
    19 de fevereiro de 2016

    informação interessante e detalhada, bom saber.

  6. Caio Costa Prado
    4 de março de 2016

    Ricardo,

    Há um erro grave na sua tabela.
    – A coluna “Antes de 1993” é na verdade “Antes de 1991”;

    Ainda, faltou incluir que, entre 1991 e 1999, as categorias eram (eu sei bem porque nadei nessa época):
    – Havia categorias com menos de 9 anos, como “Mosquito”, p.ex.;
    – termina o ano com 9 = Mirim 1;
    – termina o ano com 10 = Mirim 2;
    – termina o ano com 11 = Petiz 1;
    – termina o ano com 12 = Petiz 2;
    – termina o ano com 13 = Infantil (sim, havia apenas 1 ano para a categoria Infantil);
    – termina o ano com 14 ou 15 = Juvenil (não havia separação entre 1 e 2);
    – termina o ano com 16 ou 17 = Junior 1;
    – termina o ano com 18 ou 19 = Junior 2 (não tenho certeza pois abandonei as piscinas nessa época, mas é possível que Junior 2 fosse quem terminasse o ano com 18 apenas…);
    – daí em diante (20 ou +) = Senior (… caso eu tenha errado a de cima, aqui seria 19 ou +).

    Abraços,
    Caio

    • rcordani
      4 de março de 2016

      Obrigado Caio. Vou ter que ver isso aí com o Daniel Takata, ele já corrigiu algumas coisas, quem sabe a gente monta uma tabela completinha, incluindo o que você disse!

      Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Follow Epichurus on WordPress.com
fevereiro 2016
S T Q Q S S D
« jan   mar »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29  
%d blogueiros gostam disto: