Epichurus

Natação e cia…

2016, um turbilhão de imagens…

… que passava pela minha cabeça naqueles momentos antes de cair no sono no Rio, me fez lembrar que há muitos caminhos para chegar na maior festa do esporte.

Quando os Jogos foram em Moscou, lembro de ter assistido pela televisão com meu pai bastante Atletismo, Ginástica Olímpica e jogos do Basquete, aquele time com Ubiratan, Carioquinha e Oscar. Na época não conhecia nem um dos nadadores brasileiros, nem assisti as provas de natação, lembro apenas da Ligia Maria (minha irmã ex-costista), ter falado bastante do Rômulo. As imagens que ficaram gravadas foram a lágrima do Mischa (hum, que novidade) e a revolta do João do Pulo com os fiscais de pista que invalidaram seus melhores saltos.

Em 84, como já competia, me interessei muito mais pela Natação, torcendo muito pelo Prado e acompanhando os resultados detalhadamente. Pontos muito altos foram assistir Steve e Victor ganhando seus ouros com quebra de WR das duas provas mais importantes. Além disso acompanhamos a decepção de um alemão que fez o melhor tempo do dia na final B dos 400 Li. Pode ser que eu tenha sonhado em ser nadador olímpico naquela época, mas só me lembro de que continuei assistindo muito do Atletismo e Ginástica. Naquele ano a Patricia Amorim, multi recordista sulamericana, não obteve índice mas foi assistir os Jogos a convite da Kibon, uma fantástica iniciativa que certamente ajudou aquela garota da minha idade a ir tão longe nos anos seguintes.

As transmissões de madrugada da Rede Manchete “300 horas no ar” me fizeram trocar o dia pela noite nas férias universitárias de 88, quando meu principal companheiro era o Zé Geraldo, que aparecia na primeira fila em todos os esportes. Fiquei acordado para ver amigos em uma Olimpíada e isso já era sensacional, Edu, Piu, Castor, Belle e Gordo dividiam as piscinas conosco nos regionais e agora estavam lá.  Das finais, a mais marcante foi a imprevisível e improvável vitória do Nesty, deixando para sempre a impressão de que, estando entre os 8, tudo é possível. Acabei me divertindo muito também com Zequinha Barbosa contando piadas em inglês numa entrevista.

Malburguinho foi assistir “in loco” a natação em Barcelona e voltou contando muitas coisas que não tínhamos visto na TV, como detalhes da Prata. Foi neste ano que combinei com o Smaga que, já que éramos muito PEBA para obter os índices, iríamos para Olimpíada de alguma outra maneira. Ainda na faculdade e absolutamente sem dinheiro, o caminho mais óbvio foi a Mega Sena, com apostas semanais e muita fé durante 4 anos.

Passado este tempo não obtivemos sucesso no plano e quem mostrou outra alternativa foi o Carvalhão, que embarcou sem nenhum ingresso e pegou a maior fila que encontrou em Atlanta. Com efeito, no primeiro dia das finais de natação ele já estava na piscina, médico voluntário. Fotos com a Hillary, festa com o Baldwin e outras histórias, o Christian tem a obrigação de contar aqui.

Depois das 500 palavras chega aquela fase em que a gente casa, tem filhos e desfoca um pouco do esporte, então vamos direto pro sorteio de ingressos em 2015. Tive muita sorte e consegui 3 sessões de Atletismo, 3 jogos de Handebol e uma final de Nado Sincronizado, quase tudo na segunda semana. Quando abriram outras oportunidades, decidi assistir a Natação de casa e obter finais da Ginástica Artística também na segunda semana.

As conversas sobre perigos, atentados e problemas da organização desapareceram após a maravilhosa cerimônia de abertura e na primeira semana aumentou a expectativa com gritos em frente à televisão e as fotos enviadas pelos Epichuristas, PEBAs e outros amigos que já estavam no Rio. Com uma semana de férias, tanque do carro cheio e o inenarrável apoio dos amigos Paulo e Renata, que nos hospedaram, é hora de ver com os próprios olhos.

Chegamos no sábado de manhã e já peguei algumas horas de trânsito na Linha Amarela, ao final da tarde mais uma hora e pouco de Uber/BRT/Trem prá chegar no Engenhão depois do pôr-do-sol. Mas ao entrar…

A noite tornou-se dia e a experiência começou.

Atletismo é uma festa multimídia, javelin, salto em distância, corridas, salto com vara, tudo ao mesmo tempo, aplausos e gritos, Lorena ficou enlouquecida com isso. Elas começaram a entender mais a cada dia, conheceram atletas, distâncias, tempos, vencedores e perdedores, hinos e bandeiras. Julia se interessou por um careca lustroso de shorts azul e camiseta branca que passou em último na primeira das 25 voltas dos 10.000 m, só percebi que era o campeão de Londres quando ele assumiu a ponta na última volta.

Encontramos com ela na rua na saída do PO

Assistir a história ao vivo é demais! Domingo no Parque Olímpico foi para ver o ginásio inteiro chorar com Diego e cantar o Hino Nacional pela Prata e pelo Bronze, repetindo a mesma cena com Arthur na segunda-feira. Neste dia a Kiss Cam teve a oportunidade de mostrar no telão um beijo do casal mais lindo da Arena, embora não haja registro fotográfico, a Lia estava lá e viu. Como a Julia está treinando a algum tempo, já tínhamos visto um pouco na Copa do Mundo de Ginástica no Ibirapuera ano passado, mas a Olimpíada é muito mais legal.

Diego ajoelhado e Arthur puxando aplausos…

… para iniciar a Volta Olímpica.

 

 

Zanetti cumprimenta o 3o.

Café da manhã e mais uma refeição qualquer no dia… Marina e Carlos estavam com um par de ingressos extras e chamaram as meninas para uma Rotina Técnica de Duetos do Nado Sincronizado. Fiquei passeando com a Tutu no PO e ao cair da tarde ouvimos: “prá quem andou dezenas de quilômetros sob um calor de setenta graus, a boa notícia é: vocês chegaram!” – do voluntário na entrada da Arena do Futuro. Imaginei que o jogo das loiras NOR x SUE seria equilibrado, mas foi 33 x 20. Tenho certeza que a Lorena vai voltar com muito mais vontade pros treinos do Zé depois de ver como elas correm.

No dia seguinte a Final da Rotina Livre, como a Julia já conhecia as duplas e suas notas da véspera, ajudando bastante a entender o desenrolar destas finais, infelizmente sem as brasileiras. Ao sair do Maria Lenk as gatinhas ainda deram uma entrevista pra FOX. BRT/Trem e mais Atletismo, mas desta vez com Bolt na Semifinal e assentos bem no meio da curva dos 200. Vimos com alegria o decatleta Luis Alberto fazer seu “Personal Best” nos 400 rasos.

Quinta-feira houve um pouco de tempo para almoçar com os PEBAs no Leblon passear pelo Boulevard Olímpico, pegar um trem na Central do Brasil em pleno “rush” e chegar pra ver o Bolt na final dos 200. Estádio lotado e unanimidade na torcida, fazer a Volta Olímpica com a bandeira do Brasil nas costas é mais uma amostra de simpatia no meio de tantas, filmar e postar o gol do Neymar é outra. O cara é extremamente carismático, todo mundo torceu por ele, que venceu com o mesmo tempo da semi na véspera, mas desta vez com dois décimos de vantagem sobre o canadense. Também vimos o Darlan Romani bater o recorde brasileiro no arremesso, obtendo um sensacional 5º. Lugar e muitos aplausos da galera.

Queres cambiar?

Jantando no Shopping

Sábado esperávamos ver o Brasil numa das disputas de medalha do Handbol Feminino, não deu, mas em contrapartida encontramos vários amigos no PO durante o dia.

acreditem, tem gente que vai até o Rio prá ver Pólo Aquático. 

assistindo no telão do PO o guarda metas rubro-negro garantir a sexta medalha brasileira

Evandro e a Blitz logo após o último pênalti

Vocês acham que elas gostaram?

 

 

Sobre LAM

25 comentários em “2016, um turbilhão de imagens…

  1. rcordani
    29 de agosto de 2016

    Boa LAM, obrigado pelo post, essas olimpíadas não deveriam acabar nunca! Ontem mesmo assisti a abertura até as delegações entrarem, pois não tinha visto o começo. Sensacional: Paulinho da Viola e Jorge Ben arrebentaram. Se eu fosse gringo, mudava para o Brasil!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      me inspirei depois q vc contou sobre nadar em Copa com a água super limpa

  2. Lelo Menezes
    29 de agosto de 2016

    Boa LAM! Adorei a piada que tem gente que vai assistir polo aquático!! Olimpíada é Olimpíada, né! Seja onde for!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      Tem gente q foi ver badminton, golf, gincaninha…
      😉

  3. Marina Cordani
    29 de agosto de 2016

    Que post legal! Fotos fantásticas! Realmente contagiante esse jogos. Atletismo foi sensacional, e olha que eu quase não fui! Ainda bem que o Renato fez um resgate no último minuto do segundo tempo. Peguei a cereja do bolo! Um dos pontos altos foi a carona da volta. Excelente companhia! Tks!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      A carona foi ótima, co-piloto falante mantém o motorista sempre alerta 😉

  4. christian
    29 de agosto de 2016

    boa lam, grande experiencia , grandes momentos, o verdadeiro mundo magico.

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      Gray, quero realmente que vc conte algumas aqui.

  5. Rodrigo M. Munhoz
    29 de agosto de 2016

    Gostei muito, LAM!
    Realmente testemunhar a história do esporte sendo feita foi muito legal! Mas como demorou pra irmos numa Olimpíada, não?! Ótimas fotos! Abraços faísticos…

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      Assisti uma reportagem sobre um americano que, quando criança, ganhou ingressos da prefeitura para assistir LA 1932. Em 48 ele vendeu o carro para ele vendeu o carro para ir a Londres e depois foi a todas… Acho que nossos filhos merecem que a gente tente fazer isso por eles.

  6. Lia
    29 de agosto de 2016

    Adorei seu post. E sim, estou de prova que o casalzinho foi flagrado pela Kiss Cam e desempenhou muito bem na beijoca, bem lindos e simpáticos e sob os aplausos das filhotas!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      ufs… ainda bem que vc estava lá prá confirmar 😉

  7. Luiz Carvalho
    30 de agosto de 2016

    Muito bom, abraco a todos!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      Valeu Chicão!

  8. Maria Joana Mader Joaquim
    30 de agosto de 2016

    Gostei!!!!

    • LAM
      30 de agosto de 2016

      Lembra das primeiras historias?

  9. Paula Mader
    1 de setembro de 2016

    Lam foi uma viagem incrível. Bem contada e registrada por você aqui. Obrigada por ter organizdo tudo e nos levado. Ficamos orgulhosos pelo Brasil!!!!

    • LAM
      7 de setembro de 2016

      qué isso Tutu, se não fosse por você não haveria quórum 😉

  10. Fabio Massuia
    1 de setembro de 2016

    Parabéns pelo texto LAM!

    • LAM
      7 de setembro de 2016

      Valeu Massuia, que bom q vc continua frequentando!!!

      • Fabio Massuia
        12 de setembro de 2016

        Fala LAM, só não estou frequentando muito é a piscina da AESJ!!! hahahaha
        Abraço

  11. Miguel Decleva
    1 de setembro de 2016

    LAM! Que relato legal! Sem dúvida as Olimpíadas despertaram nos brasileiros um interesse enorme por diversos esportes com pouca divulgação, como a canoagem por exemplo.
    Eu estive no Rio desde a Copa e pude ver a mudança de comportamento e principalmente de perfil do público para as Olimpíadas. O espírito olímpico realmente torna as pessoas mais solidárias, parceiras, educadas, comunicativas (até “polygrotes”), tudo resultando em alegria, mesmo nas derrotas.
    Sobre o comentário que fez acima em relação a americano, tenho o mesmo sentimento. Ainda estou dominado pelo desejo de ir para o Japão em 2020!
    Foi muito bom encontrar vocês!
    Escreva mais, faz isso muito bem.
    Abração.

    • LAM
      7 de setembro de 2016

      Valeu Migas! Foi ótimo encontrá-los no PO, vou aproveitar e acrescentar a foto

  12. Julia
    1 de setembro de 2016

    Gostei, Bolt e Flavinha são muito simpáticos!!!! Pai coloca a foto do Eder (jogador da seleção de volei masculino) 🏊🏊🏊

    • LAM
      7 de setembro de 2016

      Ju, demorou mas consegui acrescentar a foto que vc pediu, beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29 de agosto de 2016 por em Natação.
Follow Epichurus on WordPress.com
agosto 2016
S T Q Q S S D
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
%d blogueiros gostam disto: