Epichurus

Natação e cia…

E Kosuke falhou no final…

Uma das coisas que mais chamou a atenção nesse mundial (além do sorriso feinho mas extremamente simpático de Missy Franklin) foi a frequência com que Kosuke Hagino se apresentava para nadar. O Milton Leite não perdia uma oportunidade de ressaltar a presença maciça do japonês, um tal de “Que Beleza” para lá e para cá.

Confiram na ordem exata o extenso programa do cidadão:

(1) Eliminatórias 400 L – 3:46.92 classificado para final

(2) Final 400 L – 3:44.82 – medalha de prata

(3) Eliminatórias 100 C – 53:94 classificado para semifinal

(4) Eliminatórias 200 L – 1:47.33 classificado para semifinal

(5) Semifinal 100C – 53.68 classificado para a final

(6) Semifinal 200L – 1:46.87 classificado para a final

(7) Final 200L – 1:45.94 quinto

(8) Final 100C – 53.93 sétimo

(9) Eliminatória 200M – 1:57.73 classificado para semifinal

(10) Semifinal 200M – 1:57.38 classificado para a final

(11) Eliminatória 200C – 1:57.52 classificado para semifinal

(12) Final 200M – 1:56.29 medalha de prata

(13) Semifinal 200C – 1:56.24 classificado para a final

(14) Final 200C – 1:55.43 quinto

(15) Final 4×200 – 1:45.93 Japão ficou em quinto

(16) Eliminatórias 400M – 4:13.80 classificado para a final

Estávamos exatamente nesse pé quando chegou finalmente a hora da sua prova mais importante, a final dos 400m medley, aquela em que Kosuke Hagino era o favorito destacado, com a briga apenas pela prata conforme o post pré-prova do Daniel Takata.

Mas o programa até aqui foi extenuante. Das dezesseis provas nadadas até então, apenas três haviam tido um pouco de refresco (as eliminatórias dos 400L, 200M e 400M). Duas medalhas de prata já estavam no bolso, e depois de 3500m de porrada na água era chegada a hora de nadar para o tão sonhado e inédito ouro. Conseguiria Kosuke Hagino superar todo o ácido lático acumulado e obter o metal dourado? Nessa hora todos os comentaristas de botequim – como nós – diriam “tá vendo, basta treinar que o sujeito consegue nadar diversas provas e se sair bem, a exemplo do Phelps em 2008!”.

Saindo de borbola para faturar o ouro garantido? Ahâ...

Saindo de borbola para faturar o ouro garantido? Ahã…

Pois bem, Hagino provou não ser Phelps, ao menos por enquanto. Na sua décima sétima prova piorou mais de três segundos do seu melhor tempo esse ano (“Que Beleza”), fechou pessimamente de crawl (irreconhecível para quem fechou os 400L para 55 no primeiro dia!) e ficou com o quinto lugar.

Olhando depois é fácil, mas é evidente que Hagino deve ter se arrependido de ter nadado tantas provas antes daquela que era a sua melhor chance.

E fica a lição para os comentaristas de botequim (nós): muitas vezes os técnicos acertam quando poupam os nadadores de uma prova visando outras, como o caso do Thiago que foi poupado do 4x100M e beliscou o espetacular bronze nos 400M (nesse caso o que faltou foi um reserva à altura do Thiago no revezamento, mas essa é outra discussão).

E Kosuke Hagino ainda é muito jovem. Quem aposta em um novo fenômeno das piscinas em 2016?

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico e nadador master peba.

7 comentários em “E Kosuke falhou no final…

  1. Lelo Menezes
    5 de agosto de 2013

    Concordo em partes. Concordo que o Hagino nadou demais (no sentido de muitas provas). Acho que poderia ter aberto mão das duas provas de costas e quem sabe dos 200m livre. O técnico poupar seu atleta o tirando de algumas provas, eu acho louvável e até inteligente. Mas essa “poupada” deveria ser usada somente nas provas individuais e NUNCA em revezamentos (a não ser nas eliminatórias quando se tem um substituto a altura). Poupar um atleta de um revezamento que tem chance de medalha ou final é o cúmulo da perda do senso coletivo, de trabalho em equipe…enfim, é egoísmo puro. Podem tentar, mas duvido que alguém me convença que no nível físico desses atletas de hoje em dia, com suas mil drogas licitas que tomam diariamente para estarem sempre em perfeita forma, que não se recuperam fisicamente alguns minutos depois de nadar uma prova de 100m.

    O caso do Hagino é uma boa exceção. Sua principal prova é também a que mais cansa e era no último dia. Então até entendo! Não entendo no entanto a decisão de qualquer atleta brasileiro que tenha se poupado de um revezamento.

    Eu na verdade voltaria a natação do jeito que era na década de 90 e sem final B. Eliminatórias pela manhã, Finais a Tarde. Não vejo graça nas semifinais.

  2. rcordani
    5 de agosto de 2013

    Também não vejo nenhuma vantagem em semifinais. No caso do Hagino, não houvesse as mesmas, ele teria nadado quatro provas a menos!

    • Fernando Cunha Magalhães
      6 de agosto de 2013

      Já o Chiereghini, 3 a menos. Concordo que cansa e que poucas vezes influencia o resultado final, mas gosto das semis.

  3. Fernando Cunha Magalhães
    6 de agosto de 2013

    Não sei o que é preciso para ser fenômeno. Ele já é um nadador espetacular. Acredito que vencerá os 400 Medley no Rio.
    E certamente foi um erro essa montanha de provas.
    Coach deu o troféu abacaxi pro técnico dele.
    Que tempo ele fez esse ano?

    • rcordani
      6 de agosto de 2013

      Tá lá no post do Takata: 4:07.61.

      • Fernando Cunha Magalhães
        12 de agosto de 2013

        Tempaço e técnico vacilão… vai lembrar dessa a vida inteira.

      • rcordani
        12 de agosto de 2013

        Olha, discordo que a responsabilidade do técnico é maior do que a do nadador. Em um adulto, a maior responsabilidade da escolha da prova na minha opinião recai (ou deveria recair) sobre o próprio nadador. Em suma, a caghada foi do Kosuke.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 5 de agosto de 2013 por em Mundial Barcelona 2013, Natação e marcado , , , .
Follow Epichurus on WordPress.com
agosto 2013
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
%d blogueiros gostam disto: