Epichurus

Natação e cia…

Top 3 do Pan de 2003

Nesse episódio, as três coisas mais legais do Pan de 2003 em Santo Domingo (República Dominicana), com ênfase não exclusiva na natação.

Os resultados completos da natação estão aqui:

Top 3 vai para…

O bronze de Joanna Maranhão, então com 16 anos, nos 400 medley (4:46.38). No ano seguinte, Joanna seria finalista olímpica com um tempo que até hoje não repetiu. Quem sabe agora em 2015?

Bronze no Pan para Joanna Maranhão, 16.

Bronze no Pan para Joanna Maranhão, 16.

Top 2 vai para…

A melhor colocação de uma nadadora feminina desde 1951 até então, a MEDALHA DE PRATA de Flávia Delaroli nos 50L (25.44).

delaroli

Prata para Flavia Delaroli: o melhor resultado feminino em um Pan desde… SEMPRE.

Top 1 vai para…

Os ouros masculinos:

Fernando Scherer, tricampeão dos 50L (22.40)

Rogério Romero nos 200C, repetindo sua conquista de 1991, com 1:59.92.

4×100 Livre (Gustavo Borges, Carlos Jayme, Jader Souza e Fernando Scherer).

 

Quinta que vem: Rio 2007.

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico e nadador master peba.

5 comentários em “Top 3 do Pan de 2003

  1. Beatriz Nantes
    10 de julho de 2015

    E além da prata da Flavia, o índice olímpico!! Aliás, dela e da Joanna, e já fazia sei lá quantos anos que não tinha uma nadadora fazendo índice A pras Olimpíadas. Foi triste tirar do documentário as partes em que a Flávia fala do índice, muito tocante.
    Essa prova do Xuxa foi linda também, acho que a “última” grande prova dele.

    • rcordani
      10 de julho de 2015

      Valeu Beatriz.

      Quanto ao índice, a Gabrielle (1996) e a Fabíola (2000) não obtiveram o índice A?

      Sobre o Xuxa, é interessante ver a foto de 1999 contra a de 2003, ele virou cabeça raspada nesse ínterim!

  2. Fabiano Marcondes
    13 de julho de 2015

    Renato

    É verdade, tivemos os índices da Gabrielle a da Fabíola. São fatos. Elas foram pras Olimpíadas.

    Porém, o da Fabíola foi uma ´virada de mesa´, novamente, inadmissível. O que, na minha opinião, eu não considero e não aceito.

    Como vc e o Esmaga têm uma memória de elefante, vcs devem lembrar o que aconteceu. Se não, vou rememorar. 🙂

    O índice dos 100co era 1´02″90. Ela fez 1’02″92. Aí, o Coaracy disse em entrevista que “não poderia abrir precedentes”, e ainda que ” não tem esse negócio de ganhar experiência, tem que chegar para ser finalista”.

    Aí, alguns dias depois, o próprio Coaracy abre o precedente, dizendo que ´a atleta havia atingido o índice A, de 1’03″25, e está convocada, pois é a única que atingiu o índice A, dos que não foram convocados!´ .

    Oí???? A CBDA estabelece índices para todos, divulga antes e na hora que alguém não o atinge, muda-se a regra (no meio do jogo!) para o índice A da FINA?

    Inaceitável, não?

    Em tempo: não tenho nada contra a ex-nadadora Fabíola. Nada mesmo. Aliás, uma nadadora que contribuiu muito para nosso esporte. Apenas não concordo com o ´como´.

    Abs.

    • rcordani
      13 de julho de 2015

      Você tem razão, Fabiano, agora que você contou a história eu lembrei.

  3. Pingback: .: Rogério Romero :.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Follow Epichurus on WordPress.com
julho 2015
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
%d blogueiros gostam disto: