Epichurus

Natação e cia…

Os resultados do TB de Campinas (1985).

Mais uma divulgação prometida de resultados, agora é a vez dos resultados do Troféu Brasil de Campinas, de janeiro de 1985, competição já descrita pelo Fernando Magalhães nesse post.

Não fui nessa competição (meu primeiro TB foi apenas no ano seguinte), então não tenho o que comentar. Pelo Paineiras, apenas a Adriana Ruggeri participou, e levou para casa uma prata e um bronze.

Todos os créditos para a saudosa Aquatica, do editor Guilherme de Lamare, filho do Julio.

(Para ler as letrinhas do resultado, o correto é abrir o site em um computador, e quando a foto estiver na tela, desce o scroll e lá embaixo está escrito “visualizar tamanho original”. Clique ali e seu navegador deve abrir uma nova aba com a imagem completa, com possibilidade de zoom e de download – ou save as –  em HD).

Veja os resultados, volte ao post do Esmaga e comente por lá mesmo se quiser!

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico e nadador master peba.

10 comentários em “Os resultados do TB de Campinas (1985).

  1. Lelo Menezes
    6 de novembro de 2014

    Eu também não nadei esse TB, sendo o próximo também o meu primeiro. A equipe do Paulistano se formou logo após esse TB, com alguns medalhistas como Rogério Buckman e Mario Silva saindo do Vasco e indo pro Paulistano.

    • rcordani
      7 de novembro de 2014

      Sim, bronzes para Mario Silva e Rogério Bruckman. Interessante ver o Jorge Fernandes ganhando pontinhos para o Flamengo nos 1500! O cidadão já era bi-olímpico, tinha um bronze olímpico na parede, ganhou melhor índice técnico nos 200L e suou para conseguir um oitavo nos 1500! Respect!

      • Lelo Menezes
        7 de novembro de 2014

        Sim, respect, embora na nossa época isso fosse comum, guardadas obviamente as proporções. Quantas vezes você nadou 200m Borboleta ou 100m Peito na mesma etapa de uma prova principal pra “ajudar” a equipe?? Eu mesmo cansei de nadar 1500 e 400 Medley pra dar uma “força” nos pontos.

        A galera de hoje que não tem mais esse espirito. A gente tinha “amor” pelo clube, nadavamos de graça, em condições muitas vezes precárias: água fria, vestiários péssimos, etc, mas tinhamos fidelidade ao técnico e ao clube. Hoje o cara nada por quem pagar mais e no fundo não deve estar nem aí se o clube ganha ou perde. Com isso em mente, fica dificil acreditar que algum nadador de elite hoje em dia nade qualquer prova além daquelas que ele julgar necessárias.

      • Fernando Cunha Magalhães
        9 de novembro de 2014

        Muito respeito a Jorge.
        Nos comentários do meu post ele ainda contou que estava com unha encravada e saiu com o pai pela madrugada atrás de socorro médico, só não havia mencionado que tinha encarado até os 1500m.

  2. Pingback: 1985 – O Troféu Brasil de Campinas | Epichurus

  3. Fernando Cunha Magalhães
    9 de novembro de 2014

    Valeu Cordani, meu amigo.
    Já inseri o link para os resultados no meu post, que acaba de ficar enriquecido.
    Muito obrigado.

    • jorge fernandes
      11 de novembro de 2014

      obrigado Lelo, RC e Esmaga pelas boas lembranças que me trouxeram…

      realmente foi atípico esse TB, pelas ocorrencias, resultados, mas importante foi a união demonstrada pelos atletas e desejos de mudanças…

      em 85, eu além de estudar, já trabalhava (na PUC, comecei estagiando em Março de 84)… ou seja, a vida era corrida… treino por volta das 6h… depois trabalho… volta ao treino, e por último faculdade a noite…

      e se nadávamos tantas provas, era principalmente porque gostávamos do esporte, e o envolvimento com a equipe ajudava a encarar determinadas loucuras, tais como nadar 1500… lembro que esse 1500 nadei pela manhã (lógico) e como era de praxe, por volta dos 800m me dava uma agonia fdp, queria mandar todo mundo para aquele lugar, tudo pesava, e isso acontecia até os 1300/1350m… depois parecia que sumia tudo, e voltava a nadar melhor, só que aí já era tarde demais…

      mais maluco que eu, era quem ficava comigo, me esperando, e ainda por cima andando ao longo (acompanhando) e gesticulando, fazendo sinais mostrando os parciais… até os 800 consegui manter 1´06 de média… dos 800 até os 1350 era aquele desastre já falado, e depois consegui recuperar um pouco… era hilário me ver nadando essa prova… kkkk

      quanto a nadar diversas provas, lembro uma vez que ainda no Tijuca, eu nadei TODAS as provas de TODOS os estilos durante um Carioca… acho que eu tinha uns 17 anos, e foi no Flamengo esse Carioca, onde se separou Juvenis A e Juvenis B, pela primeira vez…
      para a minha sorte, como na minha categoria (Juvenil B), eram poucos, a maioria das provas (especialmente 400 e 1500) foi tudo final… kkkkkkkkkkk… bagaço total no final… e acho que o Tijuca foi campeão pela primeira vez…

      realmente, era uma época totalmente diferente, amadora, mas com um envolvimento ímpar por parte de todos os atletas… havia paixão pelo esporte, o que só acontece hoje se vislumbrarem algum retorno financeiro substancial… uma pena, pois vemos o Brasil cada vez ficando mais para atrás no cenário Mundial…

      por melhores que sejam os tempos de Cielo, o Brasil de uma forma geral, deu um tiro no pé, pois onde estão os grandes resultados de 800m, 1500m, 400m ? e por aí vai…

      bom… isso é assunto para outro tópico… acho que me excedi…desculpem-me…

      abraço carinhoso no coração de voces…

      e peço desculpa tb pela ausencia em escrever mais… mas pelo menos leio sempre, e me divirto com tudo… e principalmente com a memória do nosso querido Esmaga…

      • Fernando Cunha Magalhães
        11 de novembro de 2014

        Ô Jorge,
        vamos combinar que você não precisa pedir desculpas por nada: adoramos natação, histórias de natação e seus comentários são uma honra para o nosso blog.
        Essa de todas as provas de todos os estilos no Carioca foi sensacional.
        Abraços.

      • rcordani
        12 de novembro de 2014

        Que isso Jorge, o pior não foi os miliquina, o pior é o bigodinho na foto!

  4. jorge fernandes
    12 de novembro de 2014

    RC… essa foto com bigode foi mal tirada… era um espetáculo…
    hoje em dia, vou cobrar direitos de imagem do ator de uma novela da globo, que está me imitando no cavanhaque… rsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 6 de novembro de 2014 por em Natação e marcado , .
Follow Epichurus on WordPress.com
novembro 2014
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
%d blogueiros gostam disto: