Epichurus

Natação e cia…

Os primeiros dois dias…

Image

Os resultados todo mundo já sabe.  Alguns esperados, outros nem tanto, mas a grande surpresa e’ a percepção que a era dos trajes tecnológicos esta ficando pra trás.  Eu imaginava que os recordes mundiais durariam anos e anos pra caírem.  Estava errado!  Que bom!

O grande resultado do Thiago Pereira nos 400 Medley mascara uma performance abaixo do esperado da seleção brasileira, pelo menos nesses dois primeiros dias.  O desmaio da Joana Maranhão e consequente desistência da sua principal prova, a fraca performance da Daynara nos 100 Borboleta e a Fabíola ficando a 1 segundo de uma semifinal nos 100 costas mostram que a já minuscula seleção feminina precisa de um urgente programa de incentivo pra dar a volta por cima em 2016.  No masculino os medalhões devem ir bem.  Thiago já provou que esta em sua melhor fase.  Imagino que Cielo esteja em condições semelhantes.  Mas nenhum dos dois precisou passar pela interminável maratona da nossa seletiva olímpica.  O assunto eu já expliquei e critiquei aqui.  No peito isso fica mais claro pois nossos atletas tem que defender com unhas e dentes a sua vaga ate o ultimo minuto pois quatro atletas lutavam por duas vagas.  O desgaste físico e psicológico deve ser enorme.  Se nosso critério de seletiva fosse diferente, quem sabe não estaríamos comemorando agora um bronze do Felipe Franca?  E ainda falando de peito, absolutamente sensacional a prova do Van Der Burgh, com direito a recorde mundial.  Confesso que torci pro Kitajima!  Queria ver o tri e cheguei ate a acreditar logo depois dos 50m quando o japonês pareceu que ia buscar, mas não chegou nem perto.  Impressionante como mudou o nado de peito.  A pernada agora e’ curta e parece ser muito mais eficiente eliminando a resistência.  No nossa época o calcanhar tinha que tocar na bunda!  Hoje fica longe!    A China continua fortíssima no feminino e parece que vem com tudo no masculino também.  Detalhe: A Shiwen Ye fechou o crawl nos 400 medley com 58’68, parcial mais forte que o Thiago, que foi prata no masculino.  Algo absolutamente espetacular!  O dia de hoje foi da França com ouro nos 400 Livre Feminino e no 4×100 Livre Masculino.  Essa ultima uma revanche espetacular de Pequim.  A equipe brasileira deveria estar la lutando entre os finalistas, mas uma decisão questionável da nossa comissão técnica decidiu poupar Cielo das eliminatórias e o revezamento ficou fora das finais, repetindo o mesmo erro do Mundial passado e gerando criticas na mídia internacional.  O 100 peito feminino promete amanha.  Todo mundo apostava na Soni, mas a pequena lituana Ruta Meilutyte de apenas 15 anos fez o melhor tempo da prova, mais de meio segundo na frente.  Sera uma disputa interessante!  Assim como sera a final dos 200 livre onde todo mundo parecer ter “cozinhado” nas semis.  Não da pra cravar um favorito:  Lochte, Sun, Park, Agnel, Biedermann.  Qualquer um pode levar e não sera nenhuma surpresa!  Enfim, amanha tem mais.  Fica aqui a torcida pra que nossos brasileiros se superem.  Olimpíadas e’ momento de superação e que venham outras medalhas!

8 comentários em “Os primeiros dois dias…

  1. rcordani
    29 de julho de 2012

    E a chance de tri volta para o Phelps nos 200 borbola. Só não torcerei para isso ocorrer se o Leo de Deus ou o Kaio estiverem disputando o ouro!

  2. rmmunhoz
    30 de julho de 2012

    Kitajima não aguentou, o que foi pena. E já podemos começar a torcer totalmente pro Phelps no 200 Borbo… Leonardo de Deus 1’58 e Kaio Marcio 1’56″99 não pegaram semi final. O Kaio ficou bem perto (1’56″7 dava).

    • Lelo Menezes
      30 de julho de 2012

      Bem perto da semi e bem longe do ideal! Ambos eram sérios candidatos a medalhas.

  3. rmmunhoz
    30 de julho de 2012

    Pois é… o próprio Kaio falou que que deve ter “feito alguma bobeira”. Veio bem até os 25m finais, quando deixou os caras da série abrirem. O Leo de Deus sentiu muito o fim da prova (piano). atenções se voltam pra Semi-Final dos 200 Med feminino, já que a Joanna Maranhão passou com o 15o tempo…

  4. Alvaro Pires
    30 de julho de 2012

    Vcs nao acham q falta um trabalho psicologico maior dos nossos atletas ??? Vide a Sarah do judo ! Acho q hj em dia pode fazer a diferenca entre ter participado da Olimpiada e ter um quadro na parede da sala c a medalha olimpica !!!

    • rcordani
      30 de julho de 2012

      Alvaro, o que tem a Sarah? Ela fez algum trabalho psicológico diferente?

      • Fernando Magalhães
        30 de julho de 2012

        O primeiro agradecimento que Sarah fez após o ouro foi para a psicóloga.
        Na coletiva disse: “judô não tem segredo, todos conhecem todos os golpes, o que faz diferença é a mente” e repetiu o elogio ao trabalho psicológico realizado.

    • Lelo Menezes
      30 de julho de 2012

      O assunto é complexo. Pra natação feminina o trabalho psicológico parece ser uma necessidade urgente. Pro masculino não tenho tanta certeza. Acho inclusive que grande parte dos nossos atleta parece ter um acompanhamento muito profissional em nutrição, psicologia e medicina esportiva. Continuo achando que o problema da nossa natação masculina é o foco nas seletivas e não nas Olimpíadas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29 de julho de 2012 por em Natação, Olimpíadas.
Follow Epichurus on WordPress.com
julho 2012
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
%d blogueiros gostam disto: