Epichurus

Natação e cia…

Que tal encarar o desafio de nadar 88km no próximo Carnaval?

O desafio de nadar 88km no próximo Carnaval exige planejamento e como não sou de ficar parado resolvi planejar logo o que deve ser feito. Na sexta-feira a idéia é sair do trabalho na hora e cair na piscina para ir adiantando o serviço, pensei em nadar 4km na sexta a noite para ficar mais fácil nos dias seguintes. No sábado é bom dar uma esticada e nada como fazer um treino básico com 500 solto, 10×400, 10×200, 10×100 mantendo a média, e depois subir a pirâmide com 10×100, 10×200 e mais 10×400 e 500 solto para terminar, fechando o dia com 15km. No domingo vou estar um pouco quebrado do treino anterior e vai ser bom dar uma alongada com 1000 solto, depois 6×1500 e fechando com mais 1000 metros a vontade para completar mais 11km. Na segunda é bom recuperar o tempo perdido, e a pedida foi mandar ver em um tradicional 10×1000, com 200 perna entre cada tiro, completando mais 12km. A terça de Carnaval promete, pois ainda falta muita metragem. O ideal vai ser começar com 1000 solto e depois apelar para o pé de pato, fazendo 100 x 100 e mandar ver depois. Infelizmente a câimbra foi tão grande que só foi possível completar 11km na terça. Somando tudo eu conseguiria nadar 53km no Carnaval, faltando apenas 35km para conseguir completar esse desafio.

Parece impossível, mas quem sabe se eu fizer tudo de uma vez não fica mais fácil? Pois é, nesse Carnaval o nadador Samir Botelho Barel teve sucesso nesse desafio. No dia 10 de fevereiro de 2013 foi realizada a 19a. edição da travessia Hernandarias-Paraná na Argentina (http://hernandariasparana.com/), que é a travessia mais longa do mundo e faz parte do circuito da FINA de maratonas aquáticas. Samir concluiu a prova em 10h11m39s, na 10a. posição no masculino. No domingo de Carnaval enquanto era possível acompanhar pelos canais de esporte o emocionante jogo do Palmeiras com o Mogi Mirim, a travessia estava nos seus momentos finais. O único meio de acompanhar a prova era ao vivo às margens do rio na Argentina, ou através dos posts de Larissa Zink no Facebook ou pela rádio Argentina F5 (http://www.laf5.com/)

samir_nadando

Foto de Talita Saab, enviada pela Novac Sports para acompanhar o nadador Samir Botelho Barel e registrar o evento.

A chegada da prova foi sensacional, com 4 nadadores disputando o primeiro lugar até as últimas braçadas. Luciano Sales Rubio da argentina foi o campeão com o tempo de 09:39:42:00, seguido por seu compatriota Damian Blaum com 09:39:42:09 e o sírio Saleh Mohammad fechou o podium com 09:39:42:11, conforme podemos ver no video http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=9lF3LcACO4A#!. Na edição desse ano 24 pessoas largaram e 20 terminaram a prova.

samir_br

Samir recebe a premiação, em mais uma ótima foto de Talita Saab, enviada pela Novac Sports para acompanhar o nadador Samir Botelho Barel e registrar o evento.

O Epichurus enviou uma saraivada de perguntas para o Samir e compilamos aqui as respostas:

Epichurus: Quantas pessoas participaram da prova e quantas pessoas terminaram?
Samir: Terminaram a prova 20 pessoas das 24 que participaram, pois 2 desistiram e 2 estouraram o tempo limite de 2h após chegada do primeiro

Epichurus: Como estavam as condições da prova (clima, correnteza, temperatura da água)?
Samir: O tempo fora estava bastante calor, variando de 28º a 34º. A água estava entre 25º e 27º, o que para mim é uma temperatura agradável, mas um pouco quente. A correnteza variou muito, pois o rio estava bem abaixo do nível. Na largada e chegada fomos privilegiados, porém no meio da prova teve momentos de água parada.

Epichurus: Qual foi seu planejamento de treinos para essa prova?
Samir: Me preparei para a 14 Bis (prova de 24km no Brasil) desde maio de 2012. Neste tempo nadei em Bombinhas (Travessia do Ilha do Arvoredo – 25Km) e provas mais curtas para manter ritmo de competição. Já pensava em fazer esta prova e após a 14 Bis tomei a decisão de fazê-la e mantive meus treinos intensos desde então, passando Natal e Ano Novo na piscina.

Epichurus: Qual foi o momento mais difícil da prova? Você pensou em desistir em algum momento?
Samir: Km 32, pois a correnteza estava parada e havia iniciado as dores já esperadas, porém calculei que elas apareceriam no Km45. Km 70 foi bem dificil também, pois entrou uma ventania muito forte que durou 10Km, onde tive que mudar a técnica e as dores ficaram mais intensas. A verdade é que não pensei em desistir, mas pelo menos parar por alguns instantes, porém sabia que havia um tempo limite e parando as dores iriam aumentar… nesses momentos lembrava muito das palavras e todo apoio dado pelo NOVAC SPORTS e por todos parentes, amigos e alunos ELO, e logo retomava a força e concetração para continuar.

Epichurus: O que falaram para você aos 80km de prova que fez você sorrir?
Samir: Falaram, só faltam 8Km…kkkk… por incivel que pareça, meu sorriso foi de muita felicidade!!!!

Epichurus: Você conseguiu dormir na noite anterior ao desafio? E depois da prova, quantas horas você dormiu?
Samir: Consegui sim, numa prova destas quando está bem preparado deixamos para ficar ansioso apenas na hora da prova, pois teremos horas para isso… kkk… Depois da prova demorei bastante para dormir e acordei a noite toda, sempre que me mexia, pois a dor nas articulações eram grandes e não achava posição para dormir…kkk… mas valeu muito a pena!!!

Epichurus: Para fazer uma prova dessas, basta querer?
Samir: Para nadar uma distância desta basta treinar (muito!!!), ter disciplina, determinação e acreditar que é possivel. Porém para nadar esta prova especificamente tem que treinar além disso, pois é uma prova regulamentada pela FINA (federação Internacional de Natação), onde estão os melhores nadadores no mundo na distância e possuem regras para ser aceito na competição e regras de tempo para terminar a prova.

Epichurus: O que é mais importante numa prova dessas, muito treino ou o preparo psicológico?
Samir: Os dois são fundamentais, são dependentes um do outro. Quando você está fisicamente preparado, seu psicológico fica mais forte também.

Epichurus: Eu já fiz uma travessia de 20km no rio Paraná e lembro que o barqueiro foi fundamental nessa prova, mandando eu mudar de lado do rio em vários momentos para aproveitar melhor a correnteza. O barqueiro ajudou bastante você?
Samir: Fiz questão de dar um abraço e tirar uma foto com ele, o barqueiro e o guia que faz sua hidratação são FUNDAMENTAIS!!! É uma prova de equipe com certeza.

Epichurus: Quais serão os próximos desafios em 2013 e 2014?
Samir: Estou conversando com a NOVAC SPORTS. A idéia é fazer as provas mais duras e diferentes do mundo como: Canal da Mancha, Estreito de Gibraltar, 200Km no Rio Hudson em 7 dias e Capri-Napoli (36Km), eleita pelos nadadores a mais bela das provas.

Epichurus: O que faltou e o que você acha que não pode faltar para esses próximos desafios?
Samir: Dentro das minhas condições de nadador e trabalhador, acho que não faltou nada. Gostaria de ter mais tempo para me dedicar aos treinos, porém gosto e dependo muito da minha assessoria (ELO ASSESSORIA ESPORTIVA), portanto, tenho que aproveitar ao máximo as 3h de treino que tenho por dia.

Epichurus: O seu técnico Igor de Souza já fez várias provas dificílimas. O que ele te passou para ajudar a concluir essa prova?
Samir: Ele me passou a estratégia, dentro dos meus limites e respeitado a experiência dos adversários, o que me deixou bem confiante. Falou para eu manter a calma caso me distanciasse muito do grupo e que assim conseguiria alcançar outros adversários que “quebrariam” adiante… foi o que aconteceu, após perder contato com o 1º grupo, passei 3 até o final da prova.

Epichurus: Vi em algumas publicações que você treinava até 9km por dia para esse desafio. Esse treino não era pequeno para uma prova desse tamanho? Como você conseguia conciliar o seu trabalho com a preparação para essa maratona?
Samir: Realmente não é o ideal para quem vai com a cabeça para ganhar. Mas como disse, dependo financeiramente do meu trabalho com a ELO ASSESSORIA ESPORTIVA, onde passo de 10 a 12h por dia cuidando. Fiquei surpreso e muito satisfeito com meu resultado, pensei que chegaria 1h atrás do primeiro, e consegui chegar somente 30′ depois. Contou também a experiência em outras provas e a base de nadador que tenho desde os 4 anos de idade.

Epichurus: Larissa, como foi acompanhar a prova à distância e sem muitas informações?
Larissa: Foi sofrido pois além do Samir atleta, tem o Samir meu noivo, fiquei preocupada mas tinha certeza que tudo daria certo!!!

Epichurus: Como foi a volta para casa depois do desafio cumprido?
Samir: Foi uma surpresa saber que tantas pessoas acompanharam através do facebook e até rádio argentina…kkk… não pensei que isto mexeria com tantas pessoas. Com certeza todo pensamento positivo destas pessoas me deram forças em momentos que realmente foram dificeis de continuar. A dor era grande, mas a satisfação era MUITO maior!!!!

Epichurus: Tem alguma curiosidade que você gostaria de compartilhar com nossos leitores?
Samir: Uma curiosidade legal é que esta foi a primeira prova que fiz acima de 6h. Nem treino de 6h fiz. Com isso quero mostrar para as pessoas que quando temos um objetivo e vamos adiante para realizá-lo, com disciplina e determinação conseguimos TUDO que desejamos. Não sou diferente de ninguém, tenho meu trabalho, tenho meus compromissos e tenho minha familia, mas nada disso me impede de realizar nada, pelo contrário, isto me fortalece para alançar tudo que desejo!!! Claro, com muito suor!!!kkk…

pelotao

Após 2 horas de prova Samir estava no pelotão principal, um pouco antes dos líderes escaparem. Foto de Talita Saab, enviada pela Novac Sports para acompanhar o nadador Samir Botelho Barel e registrar o evento.

Samir Botelho Barel tem 29 anos e é sócio da Elo Consultoria Esportiva (http://www.eloconsultoriaesportiva.com/), empresa que oferece treinamentos individualizados em esportes aquáticos (natação, maratona aquática e surf) ou em esportes que possuem a natação como um elemento da modalidade (tais como triathlon e biathlon). A empresa Novac Sports (http://www.novacsports.com.br/) é responsável pela administração e desenvolvimento de carreiras e equipes voltadas a esportes de alto desempenho e apoiou o nadador Samir Botelho Barel nesse desafio.

Agora eu quero ver algum atleta do Samir ter a coragem de reclamar quando ele mandar fazer 30×100 A3 para aquecer nos treinos. O problema do Samir vai ser quando ele convocar o pessoal para um treininho longo no domingo e ninguém aparecer com medo da tortura.

Maratona

recorrido

47 comentários em “Que tal encarar o desafio de nadar 88km no próximo Carnaval?

  1. Marina Cordani
    14 de fevereiro de 2013

    Lembrei desse nome, Samir Barel, do tempo que eu era técnica do Corinthians. Era um fera e algum outro clube, que fazia tremer meus nadadores fundistas (Bruno Linjardi Teixeira, entre outros). Fiz as contas e concluí que ele devia ter 14 anos, e portanto deve ser ele mesmo! Legal saber dele! Parabéns pelo feito!

    • charlaodudo
      14 de fevereiro de 2013

      Marina,
      Como você já deduziu, é o mesmo Samir que detonava os seus alunos do Corinthians. Ele nadava pelo Golfinho Azul na época.
      Segundo o site da FAP (https://www.aquaticapaulista.org.br/recordes/paulista_petiz1_25.pdf) o recorde mais antigo em vigência na categoria Petiz 1 em piscina de 25m é do Samir nos 400 livre, com 04:46:74, estabelecido em 25/06/1994. Fiquei curioso e resolvi pesquisar os outros recordes e podemos pré-anunciar que o recorde paulista mais antigo em piscina de 25 metros é do Samir no Petiz 1. Em piscina de 50 metros o Samir ainda detém o recorde nos 200 Medley, com 2:31:86, em 11/12/1994.
      Como eu entrei em todos os recordes paulistas, vi que o recorde mais antigo de todos é de uma colega nossa do Paineiras, em 09/12/1984 a Endyra Cordeiro nadou os 100 costas em piscina longa para 1:13:40 e o recorde do Petiz 1 é dela até hoje (https://www.aquaticapaulista.org.br/recordes/paulista_petiz1_50.pdf). Outro recorde antigo de nossa turma do Paineiras é da Luciana Fleury, que detém o recorde até hoje nos 200 medley em piscina de 50m, com 2:28:29, em 06/12/1985, na categoria Petiz 2 (https://www.aquaticapaulista.org.br/recordes/paulista_infantil1_50.pdf).

      • Marina Cordani
        14 de fevereiro de 2013

        Observei nesse seu último link que a Poliana Okimoto ainda detém os recordes de 400 e 800 livre infantil. Ela também era temida e admirada pelos meus nadadores, tanto pelas meninas quanto pelos meninos! Bons tempos!

      • charlaodudo
        14 de fevereiro de 2013

        Esses recordes da Poliana também são do século passado!!!

      • rcordani
        15 de fevereiro de 2013

        Esse recorde da Endyra foi em um MBecken. O Pancho deveria raspar a barba, pois prometeu que rasparia quando um atleta seu fosse campeão brasileiro (e a Endyra foi a primeira), porém a mesma solicitou que o Pancho não raspasse e ele não raspou.

        Entretanto na semana seguinte a Adriana Ruggeri ganhou o título no JdL em Juiz de Fora, e não perdoou a raspagem, que aconteceu.

  2. rcordani
    14 de fevereiro de 2013

    Parabéns Samir e belo post Charlão.

    88km descendo o rio deve ser sensacional. Eu me lembro dessa travessia de 20km do Charlão no Rio Paraná a travessia de Panorama, o barqueiro do Charlão era malaco e mandou ele trocar de lado no rio, ele passou todo mundo e chegou em primeiro, isso foi se não estou enganado em 1984.

    Uma pergunta: essa travessia é similar àquela que o Pancho sempre comentava, a travessia de Santa Fe – Coronda?

    • charlaodudo
      14 de fevereiro de 2013

      A travessia Santa Fe – Coronda (http://www.santafecoronda.com/) é mais tradicional. As duas nasceram na década de 60, mas a Hernandarias – Paraná ficou vários anos sem ser realizada, enquanto a Santa Fe – Coronda já está na 40a. edição.
      A Santa Fe – Coronda é bem menor e tem “só” 57km de percurso.
      As duas travessias fazem parte do circuito da FINA de maratonas aquáticas. Uma característica comum dessas duas maratonas aquáticas é que nunca nenhum brasileiro ganhou essas provas.
      Pelo visto esses Argentinos adoram provas descendo o rio.

    • charlaodudo
      14 de fevereiro de 2013

      Nessa travessia de Panorama os barqueiros eram sorteados entre os nadadores. Lembro que o barqueiro chegou para mim e para o meu pai e perguntou: “Você tem alguma chance de ganhar ou só vai terminar a prova?”. Eu disse que estava lá para disputar o ouro, aí o barqueiro ficou feliz e falou: “Eu sou o melhor barqueiro aqui, se você fizer o que eu mandar, nós vamos ganhar.” Durante toda a prova eu ficava trocando de lado do rio pois o cara falava que a correnteza era melhor do outro lado. Na metade da prova eu estava em segundo lugar e o barqueiro foi até a posição do Silvério, que estava em primeiro, mediu a distância e voltou e disse que ele estava uns 500 metros na minha frente e faltava 1 hora de prova. Nadei essa hora com tudo e trocando de margem do rio a cada ordem do barqueiro e consegui passar o Silvério no final da prova. Lembro que o barqueiro ficou super feliz e devo essa vitória a essa estratégia.

      • Fernando Cunha Magalhães
        15 de fevereiro de 2013

        Super história essa Carlão… barqueiro gente finíssima.

  3. Miyahara
    14 de fevereiro de 2013

    Sensacional!

    Parabéns Samir!

    A única travessia que fiz foi a “do Lago” (a famosa e saudosa) e uma na praia de 1500.

    abçs

    • charlaodudo
      14 de fevereiro de 2013

      Miyahara,
      A tradicional Travessia do Lago de Campinas está no radar e deve ter um post para ela em breve aqui no Epichurus.

  4. Lelo Menezes
    14 de fevereiro de 2013

    Excelente Carlao e parabéns pro Samir. Tai um excelente exemplo do “só falta acreditar…”, além de treinar muito obviamente. Travessia pra mim só as curtas. Fui prata naquela de Santos, que pulávamos da balsa!

    • charlaodudo
      14 de fevereiro de 2013

      Tenho boas recordações dessa travessia da Tribuna de Santos. Na que eu participei o grande favorito era o Daniel Mielzinski e o Henrique Mello, pai dos nossos amigos Fabio Arara Mello e Adriano Porpetta Mello, que falou para eu fazer o caminho pelo lado direito dos barcos pois eu iria fugir do bolo e poderia nadar sozinho. Fiz isso e consegui faturar essa como grande zebra da travessia. Lembro que queimaram a largada e mandaram o pessoal que tinha pulado voltar para a balsa. Quando o pessoal chegou embaixo deram a largada oficial. Foi super perigoso pois o pulo era de uns 5 metros de altura e com certeza alguém foi atingido por esses torpedos humanos.

      • Polaco
        15 de fevereiro de 2013

        Parabens pelo texto charlotas. Parabens ao Samir , 88km e para poucos. Fiz algumas travessias , entre elas CARAGUA-ILHA BELA, 2 vezes e ja foi bem cansativo. Alias Charlao, ela ainda existe?

      • charlaodudo
        15 de fevereiro de 2013

        Polaco,
        Caraguá-Ilha Bela não era uma prova fácil não. Pelo que eu sei não é mais realizada. Uma delas rendeu para você a convocação para o mundial de águas abertas na Austrália, não é mesmo?

      • Polaco
        15 de fevereiro de 2013

        Concordo que nao era facil, principalmente porque dependia muito do estado do mar.Lembro que a primeira que fiz, demorei 5h40m para completar e uma semana de fisioterapia nos ombros para voltar a nadar. No ano seguinte fiz a travessia e fiquei em segundo lugar, muito suado alias, e fiquei com uma das vagas para o mundial de natacao, que pela ptimeira vez

      • Polaco
        15 de fevereiro de 2013

        Opps , publiquei sem terminar….
        Foi a primeira vez que a prova de longa distancia foi colocada em um mundial.

  5. Fernando Cunha Magalhães
    15 de fevereiro de 2013

    Lembro de dois amigos que nadaram 80km no Rio Paraná, Márcia Beatriz Resende e o finado André Vicente Gomes, o Gomão, acredito que tenha sido na parte brasileira do rio e não numa competição. Eu desconhecia a existência desta prova, achei um baita desafio, quero parabenizar o Samir pela brilhante participação e o Charlão pelo texto.

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Smaga,
      No site da prova os resultados são bem pobres, apenas listando os campeões em cada ano. Vamos ver se consigo mais dados sobre outros brasileiros que também fizeram esse desafio. Perguntei para o Edmundo Foschini, um dos maiores maratonistas que o Brasil já teve para ver se ele tem mais dados.
      O Edmundo, para quem não sabe já fez uma prova parecida e que não existe mais, a prova Registro – Iguape, que tinha 100km de extensão. Se não me engano o recorde do Edmundo era de um pouco mais de 18h.
      Eu ia fazer essa prova que fazia parte do cirquito de travessias da FAP, mas a prova foi cancelada naquele ano (para minha sorte!!!!)

  6. Vladimir
    15 de fevereiro de 2013

    Bom dia foristas do ephichurus. Obrigado pelas risadas. Parabéns aos nadadores. Já dizia o velho ditado: – F… yourself be a swimmer! Alguém contou as braçadas??? Minhas experiências com travessias não são lá das mais prazerosas, mas eu gosto! Semana do inferno, no MTC, com Steve Bets mais grandes amigos na piscina, último treino, sábado, 3 pernas de 8Km (2 horas total com intervalos curtíssimos). Felicidades!

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Vlad,
      A Talita Saab foi enviada pela Novac para acompanhar o evento. Acredito que não falaram para ela contar as braçadas nessa prova, mas vou sugerir isso para os próximos desafios do Samir, boa idéia.
      Com essas 3 pernas de 8km você ficou devendo bastante para chegar aos 88km. Faltou vontade?

      • Vladimir Ribeiro
        18 de fevereiro de 2013

        Chales. A semana do inferno virou feriado perto desta travessia. Mas te garanto que foi mais de 88Km que nadamos. Quanto a contar as braçadas temos a tecnologia a favor da Talita (ufa!), mas também pode depender do custo. Qual é mais barato? Colocar a Talita pra contar ou comprar a ferramenta tecnológica?

  7. Rodrigo Munhoz
    15 de fevereiro de 2013

    Sensacional a matéria com entrevista!
    Parabéns ao Samir!
    Agora… 88Km nadados em 10hs é um absurdo de rápido, com correnteza ajudando ou não, hein?! Seriam normais estes tipos de resultado em provas assim longas? Se fossemos boiando rio abaixo, quando tempo levaríamos? (acho que só com uma bóia encararia os 88km, por sinal)
    Abraços e bem vindo de volta, Charles!

    • rcordani
      15 de fevereiro de 2013

      Munhoz, “correnteza ajudando” pode ser bastante significativo! Se imaginarmos que o Samir nadou a 5km/h (1:12 a cada 100m), e o resultado final foi cerca de 8.8km/h, o rio teria carregado ele a uma média de 3,8km/h.

      Na travessia de Panorama mencionada nos comentários acima a prova tinha 20km e durou só duas horas, ou seja, o resultante do Charlão foi 10km/h. O Charlão nadou para uns 5km/h e a correnteza carregou os outros 5km/h.

      • charlaodudo
        15 de fevereiro de 2013

        Ou seja, se o Munhoz fosse boiando, que é o que ele sabe fazer hoje, ele faria a prova em 23 horas.

      • Rodrigo M. Munhoz
        15 de fevereiro de 2013

        Descer o rio boiando deve ser sensacional tambem! um lanchinho ali na margem no meio do caminho…Hoje por sinal demos uma boiada lá no Paineiras…

      • Lelo Menezes
        16 de fevereiro de 2013

        Eu fecho descer boiando…

      • charlaodudo
        16 de fevereiro de 2013

        Lelo,
        Você está muito mole mesmo. Sugiro para você duas leituras nesse final de semana:
        1) A Travessia do Canal da Mancha, de Percival Milani
        2) A Travessura do Canal da Mancha, da Ana Mesquita
        Quem sabe assim você resolve parar de boiar, ou de nadar peito, que é o estilo mais próximo de ficar boiando e começa a fazer provas mais desativadoras.
        Se mesmo assim você insistir em ficar nadando peito (ou boiando), você pode fazer a travessia do Canal da Mancha nadando peito. Seguem os melhores resultados da travessia no estilo de peito (fonte: http://www.channelswimmingassociation.com/awards/fastest-breaststroke-swimmer):
        Richard Blatny – Czech Republic – England to France – 23h38min – Ano: 1998
        Jackie MacDonald – England – England to France – 21h19min – Ano: 2000
        Patrick Ghysel – Belgium – England to France – 14h42min – Ano: 2002
        Frederik Jacques – Belgium – England to France – 13h31min – Ano: 2005

      • Rodrigo M. Munhoz
        16 de fevereiro de 2013

        Charles, pesquise mais uma coisa e nos conte qual é o recorde para a travessia boiando, por favor. Abraços!

      • charlaodudo
        17 de fevereiro de 2013

        Munhoz,
        O mais próximo de atravessar o Canal da Mancha boiando é o recorde de peito mesmo.

  8. Ana Mesquita
    15 de fevereiro de 2013

    Fiquei com uma invejinha branca. Podem rir, os que acham que nadar 88 km no carnaval é coisa de maluco, mas nadei essa prova em 93 e 94 e ADOREI!

    • rcordani
      15 de fevereiro de 2013

      Eu também fiquei com vontade, embora meus treinos pebas de 6km / semana não estejam à altura! O Edmundo me convidou outro dia para nadar um certo trecho descendo o Rio São Francisco, eu aceitei, pena que não rolou!

      • Marina Cordani
        15 de fevereiro de 2013

        Já eu, não fiquei com vontade nenhuma, apesar de reconhecer o grande feito!

      • charlaodudo
        15 de fevereiro de 2013

        Renato,
        O Ultra Desafio – “Nadar todo o Baixo São Francisco (220 Km) sem interrupção” proposto pelo Edmundo Foschini ainda vai rolar. Sugiro você aumentar um pouco mais essa metragem e transformar esses 6km/semana em 6km/dia.

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Ana,
      Não precisava humilhar também e fazer duas vezes!!!
      Parece o Igor de Souza que fez ida e volta no Canal da Mancha.

      A Ana Mesquita, para quem não sabe, é a atual recordista latino americana na travessia do canal, com o tempo de 9h40min.
      As travessuras da Ana podem ser lidas no livro “A Travessura do Canal da Mancha” e se vocês quiserem uma dedicatória no livro é só falar com a Ana.

      No blog do coach é possível ver quais foram os brasileiros que já cruzaram o Canal da Mancha:
      http://www.bestswimming.com.br/2013/2009/08/16/lista-dos-brasileiros-que-j-cruzaram-o-canal-11770/

  9. Fernanda Mello
    15 de fevereiro de 2013

    Que ótimo texto e entrevista! Conheço alguns que participaram dos comentários e sei quem são outros que são citados. Nunca nem de longe fui a exímia nadadora que vocês foram (e ainda são). Nado pelo Paulistano e já fiz várias provas do Paulista e algumas poucas do Brasileiro. Prefiro muito mais travessia à provas de piscina. Confesso que nos últimos anos tenho me arrastado para ir treinar e mesmo assim vou muito pouco. Curiosamente hoje eu fui!

    Vou começar a me lembrar da distância que esses caras treinaram, do tamanho da força de vontade e determinação de vocês para voltar a ser frequente nos treinos. Quem sabe qualquer dia desses encontro vocês em alguma travessia…

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Fernanda,
      Como disse o Samir na entrevista: “Para nadar uma distância desta basta treinar (muito!!!), ter disciplina, determinação e acreditar que é possivel.”
      O que você está esperando??? rs
      Em travessias acho que vai ser difícil encontrar alguns de nós, mas em alguma piscina é bem provável.

      • Polaco
        15 de fevereiro de 2013

        mais provavel ainda em dia de sol e na piscina de crianças….

      • Fernanda Mello
        15 de fevereiro de 2013

        Vou me lembrar dessa “bronca” a próxima vez que tiver preguiça!
        Quem sabe em uma piscina de criança brincando com os filhos do Polaco hahahaha

  10. Samir Botelho Barel
    15 de fevereiro de 2013

    Olá Pessoal!!

    Muito obrigado pela oportunidade postando este relato, ficou ótimo!!!

    Obrigado a todos que deram força também!!! Só para constar sou o Samir que tinha 11 anos na época sim… Crescimento precoce e treinamento precoce ajudaram nestes resultados (kkk… quando todos ficaram do meu tamanho, o bixo pegou…kkk…) cheguei a nadar provas de velocidade inclusive, mas me apaixonei pela Maratona Aquática em 2008!!!

    Só gente fera postando mensagens neste BLOG, não conhecia… Excelente trabalho que desenvolvem, noticias muito fortes!!!

    Li o livro da Ana Mesquita e me inspirei muito após a leitura, sou admirador de vários atletas como: Ana, Igor de Souza, Glauco Rangel… Me considero pequeno perto deles, me espelho em suas experiências!!!

    Obrigado e Grande Abraço!!!

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Samir,
      Nós é que agradecemos por você ter respondido com agilidade as nossas perguntas e estaremos acompanhando e torcendo nos seus próximos desafios.
      Só a Fernanda Mello é que está um pouco chateada com você pela dura que você deu nela, mandando ela se dedicar mais aos treinos.

  11. Anna Paula Fumis Campos
    15 de fevereiro de 2013

    Parabéns a todos que fazem, fizeram e farão travessias! Tenho verdadeiro pavor de todas elas. Tentei umas 3, todas experiências ruins, inclusive a do Lago de Campinas, com pódium e tudo. Sempre sofrimento, sempre arrependimento. Mas minha melhor história é como acompanhante de um nadador/amigo na Caraguá-Ilhabela. Toda feliz por ter sido convidada a acompanhar no barco, e sabendo de meus enjôos, tomei um leve e inocente Dramim… Prá resumir, nem sei como o nadador chegou, nem como voltou, nem como EU voltei! Mas sei que Dramim me faz dormir como um anjo, inclusive em barcos… Grande fiasco!

    (parabéns especial ao Samir!)

    • charlaodudo
      15 de fevereiro de 2013

      Tulipa, que papelão!!!!
      Uma vez nosso amigo Alexandre Vasarhelyi convidou dois ex-nadadores para trabalherem como staff dele em um meio ironman. Um deles eu lembro que era o Ruy Ulhoa e o outro não lembro bem quem era. Os dois comeram boa parte da comida enquanto acompanhavam a prova e faltou comida para o Xandoco quando ele partiu para correr a meia maratona.

  12. Alemao
    18 de fevereiro de 2013

    Parabens Samir.

  13. Pingback: Retrospectiva de um ano de Epichurus | Epichurus

  14. Pingback: Até 2014. « Epichurus

  15. Pingback: Travessia do Canal de Ilha Bela e a Barba Salgada de Epicuro | Epichurus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 14 de fevereiro de 2013 por em Natação.
Follow Epichurus on WordPress.com
fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  
%d blogueiros gostam disto: