Epichurus

Natação e cia…

Pebas na Copa 6 – Finalíssima

E aquilo que começou na abertura, terminou na finalíssima (dã). Infelizmente, nossa seleção não estava lá, mas o jogo fez jus a um final de Copa: drama, rivalidade, lances bonitos, tensão e a vitória daquele que logrou botar a bola na rede.

Eu já disse que torci pela Argentina, mas antes dos tradicionais HL e LL, é interessante mostrar que todos os clichês que eu mencionei nesse post ocorreram fortemente na Copa, lembremos:

1)  Futebol é detalhe: apesar do maior volume de jogo alemão, a Argentina teve as melhores chances de marcar na final. Higuaín, Messi e Palácios tiveram a Copa do Mundo a seus pés. Tivessem botado para dentro, a Copa iria para Buenos Aires, alguém que viu o jogo duvida disso? Clique aqui.

2) Futebol é momento: a Espanha estava voando em 2012, o Brasil estava voando em 2013, mas quem voou em 2014 foi a Alemanha.

3) Futebol é confiança: a derrota da Espanha para a Holanda por 5×1 no prineiro jogo acabou com a confiança da seleção então campeã mundial, e contribuiu fortemente para uma derrota para o Chile que não deveria ocorrer em circunstâncias normais (sem mencionar a perda de confiança da seleção brasileira, né?).

4) Futebol é camisa: essa foi a mais evidente, nas semifinais só chegaram grandes seleções que juntos já haviam povoado 21 finais anteriormente. E a final ArgentinaxAlemanha ocorreu pela terceira vez nas últimas oito Copas. Costa Rica, Colombia, Chile e cia fizeram sucesso, mas as portas das finais lhes estavam fechadas.

Sobre a final, vamos aos HL e LL:

HL:

  • Copa é sensacional. Final de Copa é indescritível! (aqui um bom artigo sobre o tema)
  • A Argentina jogou muito e teve mais chances de gol que a Alemanha. Infelizmente a bola não entrou, mas caíram totalmente de pé.
  • Apesar das chances da Argentina, a Alemanha controlou o jogo e dava a impressão que ganharia a qualquer momento.
  • O Maracanã está sensacional, boa Daniel!
  • A maioria das torcidas alemãs e argentinas, que torciam respeitosamente.

LL:

  • Provocações dos argentinos aos brasileiros: uma minoria de imbecis que enterrou a bandeira brasileira e estava em uma vibe de provocação. Ressalto que a grande maioria era pacífica, simpática e amistosa.
  • Provocações dos brasileiros aos argentinos: uma minoria de imbecis que estava querendo briga e tratando mal os visitantes argentinos. Incrível como tem imbecil em qualquer lugar.
  • Xingamentos à nossa presidente.
  • Cara feia da nossa presidente, incrível a falta de traquejo da mesma.

Vejam as fotos da final, e que venha a Rússia 2018.

Sobre rcordani

Palmeirense, geofísico e nadador master peba.

9 comentários em “Pebas na Copa 6 – Finalíssima

  1. charlaodudo
    14 de julho de 2014

    Também torci para a Argentina, mas fui o único em casa. Concordo que a Argentina pecou no detalhe e perdeu 3 gols que não podem ser perdidos, principalmente em uma final de Copa do Mundo. Deve ter sido sensacional acompanhar uma final dessas ao vivo no Maraca.

    • rcordani
      15 de julho de 2014

      Outra coisa memorável foi pegar a Dutra, coisa que não fazia há anos, e lembrar da época (anos 80/90) que a gente passava tanto por ali que os guardas rodoviários até acenavam para nós!

  2. Luiz Alfredo Mäder
    15 de julho de 2014

    ainda bem que o Rafael Cordani é um cara centrado, apesar do meio em que é obrigado a viver!!!!
    😉

    • rcordani
      15 de julho de 2014

      O cidadão nos jogos que foi torceu para a Bélgica, França, Holanda e Alemanha. Incurável!

  3. Rodrigo M. Munhoz
    16 de julho de 2014

    Boa, Renato. Evento histórico! Em casa estavamos divididos… E eu estava viajando para a Argentina na noite da final. Foi chato pegar o voo com tanta gente deprimida e chegar em BsAs e ver que havia quebra quebra na área do Obelisco. Mas foi legal ver no dia seguinte que, apesar de tristes os Argentinos estavam muito contentes pela seleção deles ter chegado onde chegou. E realmente os hermanos lutaram até o fim. Merecem respeito desportivo.
    Abraços!

    • rcordani
      17 de julho de 2014

      Dizem que o clima de rivalidade e a torcida majoritária dos brasileiros pelos alemães (que recentemente haviam aplicado 7×1 no Brasil) terá implicações (negativas) futuras e duradouras na relação entre o Brasil e Argentina, você já sentiu isso por lá?

  4. Lelo Menezes
    18 de julho de 2014

    Assistir uma final de Copa do Mundo no estádio deve ser sensacional, ainda mas no Brasil. Eu até tentei, via sorteio da FIFA, mas não deu… Quem sabe na Rússia, país que tenho vontade de visitar..

    Quanto a rivalidade entre Brasil e Argentina já era ruim em 1989 quando uma desclassificação de brasileiros no 50m Livre no Sulamericano Juvenil em Rosário quase descambou pro quebra-pau.

    • rcordani
      21 de julho de 2014

      Precisamos de detalhes referente a isso aí…

      Você que foi para vários sulas, que tal um post sobre BrasilxArgentina?

  5. Fernando Cunha Magalhães
    23 de julho de 2014

    Sensacional.
    Aqui em casa torcida unânime para os chucrutes.
    Fiquei com a impressão que a Holanda conseguiu controlar bem mais a Argentina que a Alemanha, mas que bom que as bolas porteñas não entraram.
    Messi deixou muito a desejar e aquela garoto alemão fez um golaço.
    Schweinsteiger é fora de série.
    Que jogão… muito legal vc ter ido com a família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 14 de julho de 2014 por em Futebol e marcado .
Follow Epichurus on WordPress.com
julho 2014
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
%d blogueiros gostam disto: